Projetos autónomos

Convergência e Divergência entre Português Europeu e Brasileiro -  (2016-2018)

O projeto pretende saber se e como o português europeu e o português brasileiro convergem ou divergem ao longo dos últimos 60 anos nos domínios lexical, gramatical e de atitudes linguísticas. O projeto insere-se no contexto de investigação sobre línguas pluricêntricas, isto é, línguas com diferentes variedades nacionais. Explora uma perspetiva sociocognitiva da variação linguística, procurando investigar como se interrelacionam fatores conceptuais e fatores sociais da variação em línguas pluricêntricas, e utiliza avançados métodos socioletométricos baseados em conceitos, que permitem medir distâncias linguísticas e correlacioná-las com todos os tipos de variáveis sociolinguísticas.

Este projeto permitirá determinar a relação evolutiva entre o português europeu e o português brasileiro e caracterizar a natureza pluricêntrica da língua portuguesa. Especificamente, permitirá confirmar a hipótese da divergência entre as duas variedades nacionais e a hipótese de um pluricentrismo simétrico da língua portuguesa. Espera-se que possa ser posteriormente estendido às variedades africanas do português. O projeto é também relevante para políticas de língua, posições normativas e práticas educacionais que reconheçam e promovam o pluricentrismo do português.

Projeto CAPPYC



O projeto European implementation of the Cannabis Abuse Prevention Program for Young Consumers (CAPPYC), financiado pela Direcção Geral de Justiça da Comissão Europeia, com o objectivo de prevenir ou minimizar o consumo de cannabis entre jovens dos 15 aos 18 anos, através de uma mudança de atitudes em relação ao seu uso. Esta iniciativa liderada pela Fundación de Ayuda contra la Drogadicción (FAD), contando com mais dois parceiros de Espanha, como a Universidade Nacional de Educação à Distância e a Universidad Miguel Hernández, o Centro Studi ed Iniziative Europeo, de Palermo, Itália, a Asociata pentru Motivare si Schimbare, da Roménia, e a Universidade Católica Portuguesa. Com a duração total de dois anos, pretende avaliar o consumo de canábis junto de jovens entre os 15 e os 18 anos, criar uma escala de medição das atitudes perante essa droga e avaliar a eficácia de um programa de prevenção.

Mais informações podem ser encontradas em .cappyc.eu

Projeto Emoções




Comparando a conceptualização e a expressão das emoções no português europeu e no português brasileiro

Projeto financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do concurso de Apoio a Projetos de Investigação nos domínios da Língua e da Cultura Portuguesas (2015)

Coordenador: Augusto Soares da Silva (assilva@braga.ucp.pt)

O projeto pretende investigar semelhanças e diferenças na conceptualização e na expressão linguística de emoções e sentimentos entre o português europeu e o português brasileiro.
O ponto de partida da investigação é a ideia de que as emoções, embora se fundamentem em experiências corporais fisiológicas, são condicionadas e construídas pela cultura. Na perspetiva da Linguística Cognitiva, são exploradas as relações entre emoção, linguagem, cognição e cultura, procurando analisar como se correlacionam corpo humano e seus processos fisiológicos e fatores culturais e contextuais na conceptualização e expressão das emoções nas variedades europeia e brasileira do português. São estudadas três dimensões da linguagem das emoções:
(i) diferenças de conceptualização entre as duas variedades nacionais do português;
(ii) função das categorias linguísticas nas experiências emocionais e impacto dos conceitos de emoção no português como língua pluricêntrica;
(iii) importância da compreensão do significado das emoções no desenvolvimento da inteligência emocional e na cognição social.
Utilizando métodos empíricos e quantitativos de análise de corpus e de experimentação, incluindo técnicas avançadas de análise multivariacional, são analisadas expressões lexicais, gramaticais e discursivas de emoções e identificados processos de conceptualização de emoções, como metáfora e metonímia, esquemas imagéticos e dinâmica de forças.